Histórico

Fundada em 1908, a Escola Agrícola de Lavras, depois Escola Superior de Agricultura de Lavras (ESAL) e hoje, Universidade Federal de Lavras (UFLA), é um exemplo vivo da concretização dos ideais de seu fundador, Dr. Samuel Rhea Gammon, e de seu primeiro diretor, Dr. Benjamim Harris Hunnicutt.

Antigo Prédio da ESAL

Nesse um século de existência, consolidou-se pelo seu pioneirismo na extensão, mas, acima de tudo, pela qualidade do ensino na formação de seus estudantes, os quais, razão maior da existência da Instituição, têm se constituído, ao longo dos anos, em atores importantes da reconhecida excelência da Universidade.

Entrada da antiga ESAL

O Departamento de Educação demarca o processo de expansão  de outras ciências no interior da UFLA. Desde sua instalação regimental em 1986, ainda nos quadros da antiga ESAL e da sua efetivação em 1992, busca desenvolver as bases do que entende como sendo sua principal tarefa, qual seja, a de promover a contínua discussão do processo educativo em todas as suas interfaces e nos diversos níveis em que se opera, no interior desta Universidade.

Compromissos

  • Atuar na formação de estudantes desta Universidade como um todo, contribuindo na reflexão ético-profissional dos mesmos e, principalmente na formação profissional daqueles que se direcionarem para a educação e o ensino;
  • Atuar na formação inicial e continuada de educadoras e educadores tendo como horizonte o desenvolvimento profissional docente;
  • Exercer uma ação de integração na universidade, entre suas diversas instâncias de ensino, pesquisa e extensão, quais sejam: pró-reitorias, departamentos, diretorias, dentre outros, com relação às atividades da área de educação, construção do conhecimento e da relação da Universidade com a sociedade;
  • Atuar com outras unidades de ensino, dentro e fora da Universidade (faculdades, centros, institutos, departamentos, ONGs e outras organizações sociais e governamentais) em ação conjunta;
  • Ampliar e desenvolver o conhecimento na área específica da educação, nos âmbitos interno e externo, através da promoção de discussão acadêmica quanto aos aspectos que permeiam o ato educativo;
  • Promover a pesquisa e a extensão na área educacional, enquanto instrumento de fundamental importância para sua consolidação e sustentação permanente em nosso meio sócio-econômico-cultural.