Extensão

RELAÇÃO DE PROJETOS E ATIVIDADES

PROJETO CINEMA COM VIDA
Descrição: O Projeto de extensão em interface com a pesquisa “Cinema com Vida”, cujo objetivo é compreender o cinema como signo que expressa as modificações sociais e perceptivas produzidas ao longo do século XX e início do século XXI, de modo que se possa aprender a lidar com essas modificações no processo de ensino e aprendizagem.
O cinema tem sido utilizado com progressiva frequência por docentes e licenciandos de diferentes áreas do conhecimento, mas esta utilização ainda carece de estudos teóricos e práticos desenvolvidos no processo de formação docente. Essa carência, em meio a excessiva oferta de filmes, deixa os professores e futuros professores isolados para enfrentar as dificuldades diante da escolha e do desenvolvimento do trabalho com filmes. A relação pouco desenvolvida entre professores e futuros professores com a sétima arte, em muitos casos, não instiga a busca de conhecimentos sobre o cinema enquanto um produto cultural que expressa o desenvolvimento tecnológico ocorrido ao longo do tempo e como ele exerce influência nas formas perceptivas no século XXI. Este projeto de extensão visa contribuir para a construção de uma perspectiva de formação docente que considere que o cinema pode promover a educação dos sentidos e da reflexão crítica. Com este intuito, o projeto vem exibindo, analisando e discutindo semanalmente filmes clássicos que influenciaram a produção cinematográfica da atualidade. O trabalho acontece às quartas-feiras, 14 horas, no Museu de História Natural – Campus histórico da UFLA.
Integrantes: Luciana Azevedo Rodrigues
Demais integrantes: Carlos Betlinski, Vanderlei Barbosa, Dalva de Souza Lobo e Claudio Marcio Oliveira.
Contatos:
Profa. Luciana: (35) 3829.3104 / luazevedo@ded.ufla.br

PROJETO GÊNERO E SEXUALIDADE
Projetos continuamente aprovados:
2004, 2005 e 2006 (PROEXT/MEC): Construindo práticas a partir dos compromissos com a defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes no combate ao abuso e exploração sexual;
2007, 2008 (SECAD/MEC): Construindo práticas a partir dos compromissos com a defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes no combate ao abuso e exploração sexual;
2007, 2008 (SECAD/MEC): Educação Inclusiva: tecendo gênero e diversidade sexual nas redes e proteção;
2009, execução em 2010 (SECAD/MEC): Tecendo gênero e diversidade sexual nos currículos da Educação Infantil.
Curso Gênero e diversidade na escola – SECAD/MEC – 2010/11, aprovado para execução desde 2012.
Contatos:
Profa. Cláudia: (35) 3829.3120 / ribeiro@ded.ufla.br
Profa. Carolina: (35) 3829.1598 / carol_alvarenga@ded.ufla.br

PROJETO BORBULHANDO
Descrição: Enfrentamentos às violências sexuais nas infâncias no sul de Minas Gerais.
Integrantes: Cláudia Maria Ribeiro – Coordenadora
Contatos:
Profa. Cláudia: (35) 3829.3120 / ribeiro@ded.ufla.br

EDUCAÇÃO INCLUSIVA: TECENDO GÊNERO E DIVERSIDADE SEXUAL NAS REDES DE PROTEÇÃO
Descrição: O Projeto tem por objetivos qualificar técnica e politicamente professores/as e demais integrantes das redes de proteção com vistas a mobilizar a sociedade para participar na política da prevenção, atendimento, apoio e identificação das violências sexuais, no enfrentamento ao sexismo e à homofobia organizando-se para ter instrumentos de controle social compartilhado e planejado nas vinte e duas cidades do Sul de Minas Gerais: Alfenas, Cambuquira, Campo Belo, Carmo da Cachoeira, Lavras, Nepomuceno, Paraguaçu, Perdões, São Francisco de Paula, Três Corações, Três Pontas, Varginha, São Bento Abade, Santana do Jacaré, Bom Sucesso, Carrancas, Ibituruna, Ilicínea, Itumirim, Itutinga, Oliveira e Boa Esperança, todas integrantes do Fórum Sul Mineiro de Educação Infantil a fim de sensibilizar a todas e a todos para a gravidade das violências sexuais contra crianças e adolescentes e continuar elaborando conjuntamente estratégias de ação para prevenir, sancionar e erradicar essas violências (sexuais, sexistas e homofóbicas).
Integrantes: Cláudia Maria Ribeiro – Coordenadora.
Contatos:
Profa. Cláudia: (35) 3829.3120 / ribeiro@ded.ufla.br

PROJETO GUANDU
Descrição: O trabalho de extensão desenvolvido pelo Núcleo Guandu de Agroecologia e Educação faz formação de estudantes para a atuação com agroecologia e a prática da educação na relação dos movimentos sociais no campo e agricultores familiares, com reuniões semanais e gestão colegiada contando com a participação e autonomia dos estudantes. Esse trabalho de formação dos estudantes se amplia na participação ativa em práticas de agroecologia e educação junto a jovens no Assentamento Santo Dias com dias de campo realizados mensalmente. Outro trabalho de interesse social é o Núcleo de Agricultura Familiar, parceria do DED/DAE/UFLA, no qual fazemos reuniões de estudos a cada 15 dias e pesquisa de mapeamento de experiências de agroecologia na região sul de Minas Gerais.
Participação com UFMG/FAE junto ao TEIA – Territórios, Educação Integral e Cidadania ou Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação Integral, que desenvolve uma pesquisa demandada pelo MEC para fazer mapeamento do funcionamento do Programa Mais Educação em duas fases: a) pesquisa quantitativa junto aos coordenadores do programa nos estados brasileiros e b) pesquisa qualitativa com experiências significativas que possam nos ajudar a avaliar o impacto desse programa sobre escolas e comunidades que adotaram a educação integral via Mais Educação ( alteração do IDEB, proteção de crianças e adolescentes em situação de risco social, participação das comunidades na escola e formação de educadores sociais) .
Participação no Seminário de Agroecologia – uma discussão conceitual, com integrantes de pesquisadores de universidades e instituições governamentais como EMBRAPA e EMPAMIG, dentre outros, que vem desde 2011 discutindo a elaboração de políticas públicas de apoio à agroecologia e agricultores familiares, proposta pela Sub-Secretaria de Agricultura Familiar e Agroecologia do Estado de Minas Gerais.
Como integrantes do grupo Guandu, por meio de projeto de extensão, temos realizado aulas de reforço escolar a estudantes assentados e acampados do MST no município de Campo do Meio. Além disso, junto com as pessoas do setor de educação de lá, temos estudado a Educação do Campo e trabalhado ação-reflexão-ação dos problemas escolares apontados pelos sujeitos que frequentam escolas municipais e estaduais.
Contatos:
Profa. Rosana: (35) 3829.1760 / pirapore@yahoo.com.br
Prof. Celso: (35) 3829.1970 / celsovallin@ded.ufla.br

FÓRUM SUL MINEIRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL
Descrição: Desde 1998 – o Departamento de Educação da UFLA atua articulando o Fórum Sul Mineiro de Educação Infantil integrado ao MIEIB – Movimento Interfóruns de Educação Infantil no Brasil articulando diversas instituições, órgãos e entidades comprometidas com a Educação Infantil. Desde então, sistematicamente, articulando cidades do sul de Minas Gerais – quase trinta cidades da região – amplia-se sobremaneira a possibilidade de produção de conhecimento na Educação Infantil, campo intersetorial, interdisciplinar, multidimensional e em permanente transformação. A história dessa articulação possibilitou a efetivação de diversos projetos além dos encontros mensais itinerantes discutindo temas referentes aos Direitos Humanos tais como: educação e cultura em direitos humanos; direitos humanos de crianças e adolescentes; enfrentamento ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes; difusão do Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA; participação democrática de crianças e adolescentes; carreira docente; concepção de infância; projeto político pedagógico na Educação infantil, dentre outros. Mobilizando e articulando municípios do Sul de Minas em prol dos Direitos da Criança, o projeto contempla temas elencados no fórum de planejamento que, neste ano, aconteceu na cidade de Nepomuceno, em fevereiro.
Contatos:
Profa. Ana Paula Coelho Silva (35) 3829-1979 / anapaulasilva@ded.ufla.br
Profa. Pryscilla Duarte (35) 3829-1602 / pryscilladuarte@ded.ufla.br
Profa. Cláudia: (35) 3829.3120 / ribeiro@ded.ufla.br
Prof. Vanderlei: (35) 3829.3107 / vanderlei@ded.ufla.br

PROJETO TEMAS DE FILOSOFIA E EDUCAÇÃO
Descrição: O projeto de extensão “Temas de filosofia e educação: fundamentos para a formação da cidadania e conduta ética” tem o objetivo de contribuir para a reflexão e o processo de formação de alunos das licenciaturas, professores das escolas da educação básica e representantes de organizações da sociedade civil da cidade de Lavras que se interessam pelos temas propostos. São encontros mensais onde está sendo estudado, através de mini-cursos (Círculos de Formação Cultural), os temas ligados à formação política e ética.
Contatos:
Prof. Carlos: (35) 3829.3105 / carlosbetlinski@ded.ufla.br
Prof. Vanderlei: (35) 3829.3107 / vanderlei@ded.ufla.br

PROJETO TRANSITOLÂNDIA
Descrição: Em parceria com a Polícia Militar, tem como objetivo a educação para o trânsito da cidade de Lavras. É um projeto aprovado pelo PROEXT 2013 e está em andamento com a formação das pessoas envolvidas no Programa (10 bolsistas) e representantes da Polícia Rodoviária da região.
Contatos:
Profa. Maria da Glória: (35) 3829.1599 / mgbastos@ded.ufla.br
Profa. Elaine: (35) 3829.1602 / coord.ped@cead.ufla.br

2012 – Atual
TEMAS DE FILOSOFIA E EDUCAÇÃO: FUNDAMENTOS FILOSÓFICOS PARA A CONDUTA ÉTICA E CIDADANIA
Descrição: O projeto que se materializa através de minicursos (círculos de cultura) visa contribuir para a formação continuada de docentes da Educação básica e alunos dos cursos de licenciaturas tratando de temas relacionados às dimensões éticas e políticas dos processos educativos.
Integrantes: Carlos Betlinski – Coordenador
Demais integrantes: Vanderlei Barbosa

2012 – Atual
REFORÇO ESCOLAR PARA CRIANÇAS DE ASSENTAMENTOS NO SUL DE MINAS
Descrição: Estudantes de licenciaturas viajam para áreas de assentamentos e acampamentos do MST em Campo do Meio – MG e atendem crianças e adolescentes que desejam reforço escolar. Exercitam a docência. Conhecem como são as escolas das pessoas do Campo. Conhecem o movimento social. Conhecem as políticas públicas por meio da luta pelos direitos. Aprendem a organização democrática de grupos.
Integrantes: Celso Vallin – Coordenador
Demais integrantes: Rosana Vieira Ramos

2012 – Atual
IMPLANTAÇÃO DE UNIDADES DEMONSTRATIVAS DE TRANSIÇÃO DA CAFEICULTURA CONVENCIONAL PARA A AGROECOLÓGICA EM ÁREAS DE REFORMA AGRÁRIA DO SUL DE MINAS GERAIS
Descrição: Produzir de forma sustentável é um assunto que muito tem sido comentado e discutido atualmente. Sistemas de produção manejados de acordo com os princípios da ciência da Agroecologia é uma realidade podendo ser constatados altas produtividades por área, estabilidade ambiental, conservação da biodiversidade, conservação do solo e água, além de promover uma maior valorização da agricultura familiar, garantindo trabalho, renda e equidade social (MONTEIRO, 2012), questões que também estão no escopo do conceito que envolve a segurança alimentar (BRASIL, 2006). Em áreas de assentamentos e acampamentos rurais essa técnica tem sido estimulada justamente por atender aos anseios das famílias dos agricultores familiares e se adequar à realidade dos mesmos. Capacitar e orientar os assentados e acampados sobre as diferentes técnicas agroecológicas é uma necessidade. Porém, a introdução de novos conceitos pode ser dificultada em função das experiências que muitos já desenvolveram e ao mesmo tempo muitos destes saberes acumulados precisam ser valorizados. Os movimentos sociais no campo lutam pela dignidade e humanização das crianças, jovens, mulheres, homens do campo, pela humanização do trabalho, das estruturas e relações sociais. Neste sentido, acredita-se que iniciar a construção de conhecimentos sobre a valorização da natureza e o seu uso de forma correta e sustentável por meio da implantação de unidades demonstrativas de transição agroecológica, onde o produtor possa acompanhar todo o processo, poderá ter um efeito maior no cotidiano dos assentamentos e acampamentos rurais, estimulando assim a participação efetiva e adesão dos produtores envolvidos. O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais (IFSULDEMINAS Câmpus Machado), por meio da implantação do Núcleo de Estudos em Agroecologia, pretende com esta proposta, construir uma consciência crítica e coletiva de todos envolvidos, produtores familiares dos assentamentos dos municípios de Campo do sul de Minas Gerais.
Integrantes: Celso Vallin – Coordenador
Demais integrantes: Rosana Vieira Ramos, Leda Gonçalves Fernandes, Luis Cláudio Paterno Silveira, Nathalia Lopes Caldeira Brant, Renato Alves Coelho, Aloisisa Rodrigues Hirata, Luiz Carlos Dias Rocha, Henrique do Prado Samsonas, Tani Rose Ribeiro e Brígida de Souza.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

1998 – Atual
FÓRUM SUL MINEIRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL
Descrição: Encontros mensais abertos do qual participam o Dep. de Educação da UFLA, dirigentes e docentes da educação infantil de municípios do Sul de MG. A programação é construída coletivamente no início do ano, bem como as responsabilidades e município ou instituição que sediará o Encontro.
Integrantes: Celso Vallin – Coordenador
Demais integrantes: Cláudia Maria Ribeiro, Carolina Faria Alvarenga e Vanderlei Barbosa.

2012 – Atual
FÓRUM SUL MINEIRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL: MOBILIZANDO E ARTICULANDO MUNICÍPIOS DO SUL DE MG EM PROL DOS DIREITOS DA CRIANÇA
Descrição: O projeto contempla três linhas de ação, a saber: cursos para formação de profissionais da Educação Infantil; jornal mensal e gravação de programas de rádio para veicular nas rádios das cidades envolvidas.
Integrantes: Cláudia Maria Ribeiro – Coordenadora
Demais integrantes: Carolina Faria Alvarenga, Vanderlei Barbosa e Celso Vallin. Financiador(es): SESU – MEC – PROEXT

2012 – Atual
O MOVIMENTO DE INTERCÂMBIO DE ADOLESCENTES DE LAVRAS (MIAL): POSSIBILIDADES PARA A CONSTRUÇÃO DA PARTICIPAÇÃO SOCIAL
Descrição: De 1998 até 2007 o Departamento de Educação da UFLA coordenou o Projeto de Extensão intitulado: A construção da relação do adolescente consigo mesmo, com o outro e com o mundo. Nesse período assumiu diversos projetos com vistas a problematizar as adolescências e a participação social. Foi criado, nesse período, o MIAL Movimento de Intercâmbio de Adolescentes de Lavras movimento social cuja finalidade é integrar adolescentes, jovens, educadores e educadoras, movimentos culturais e sociais. Este movimento foi criado em 2001 por vários grupos filiados ao MAB Movimento de Adolescentes do Brasil, com o intuito de fortalecer os trabalhos que já eram realizados e estreitar ainda mais a relação entre os grupos. O MIAL contribuiu significativamente para a mobilização, formação e integração de adolescentes na cidade de Lavras incentivando e valorizando a participação social. De 2008 a 2012 o MIAL ficou sob a coordenação da ONG Ciranda entretecendo caminhos. Atualmente, elaboramos o presente projeto com vistas a inserir o MIAL novamente como projeto de extensão do DED.
Integrantes: Cláudia Maria Ribeiro – Coordenadora
Demais integrantes: Vanderlei Barbosa.

2012 – Atual
CARTOGRAFANDO PROCESSOS DE DISSEMINAÇÃO DOS CONCEITOS DO LIVRO “TECENDO GÊNERO E DIVERSIDADE SEXUAL NOS CURRÍCULOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL”
Descrição: Acompanhamento do processo de estudo do livro Tecendo gênero e diversidade sexual nos currículos da educação infantil disponibilizado em um curso de extensão de 30 h para cidades integrantes do Fórum Sul Mineiro de Educação Infantil.
Integrantes: Cláudia Maria Ribeiro – Coordenadora
Demais integrantes: Carolina Faria Alvarenga e Vanderlei Barbosa.

2010 – Atual
TECENDO GÊNERO E DIVERSIDADE SEXUAL NOS CURRÍCULOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL
Descrição: projeto de extensão que objetiva qualificar técnica e politicamente 500 educadoras da educação infantil. O projeto de pesquisa objetiva sistematizar o processo de oferta do curso mapeando as participantes, monitorando e avaliando o processo educativo do curso através de instrumentos de pesquisa qualitativos e quantitativos.
Integrantes: Cláudia Maria Ribeiro – Coordenadora.

2013 – Atual
OFICINA DO ESPORTE ESCOLAR
Descrição: O projeto propõe inserir o Esporte na cultura escolar lavrense contextualizando-o, transformando-o e potencializando-o como elemento pedagógico de valor para o trabalho escolar, compreendendo e considerando o contexto em que se insere. As ações se centrarão na oficina para alunos/as no contra turno de uma escola pública de Lavras-MG, do 6º e 7º ano do Ensino Fundamental, previamente contactada para receber o Projeto. Farão parte da proposta reflexiva de uso do esporte na escola, além dos discentes, docentes da escola, estudantes de Educação Física da UFLA e Coordenador do Projeto. Através de Pesquisa-Ação, cada um dos atores atuará e refletirá na construção coletiva da ação educativa. Espera-se, como resultado: melhora do ambiente escolar; avanço na construção teórica sobre o Esporte Educacional; qualidade na formação inicial do professor de Educação Física da UFLA; levantamento das demandas da escola lavrense para novas ações e estudos.
Integrantes: Fabio Pinto Gonçalves dos Reis – Coordenador
Demais integrantes: Amanda Fernandes Augusto.

2012 – Atual
ESCOLA DE CIRCO NAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Descrição: Temos como ponto de partida desse projeto a relação existente entre as aulas de Educação Física Escolar e o elemento cultural circo, ou seja, uma prática centenária apreciada pela maioria das crianças e presente no imaginário dos adultos. Levamos em consideração a necessidade da inserção das atividades circenses de alto valor sócio-cultural em um espaço escolarizado com o objetivo de trabalhar o seu potencial cultural, corporal, lúdico e educacional. Nosso público alvo focalizará as crianças matriculadas nas Séries Iniciais do Ensino Fundamental de uma escola pública de Lavras MG.
Integrantes: Fabio Pinto Gonçalves dos Reis – Coordenador
Demais integrantes: Geísa Maria Angélica da Silva e Iris Alves Soares.

2012 – Atual
INTERVENÇÕES PEDAGÓGICAS UTILIZANDO JOGOS/ESPORTES NÃO-CONVENCIONAIS
Descrição: Compreendemos a Educação Física como componente curricular da Educação Básica com ampla possibilidade de tematizar a diversidade de práticas da cultura corporal de movimento. Ao observarmos as dificuldades que a instituição escolar encontra para selecionar e inserir esse amplo leque de manifestações que corresponde à dimensão da cultura lúdica e a construção de técnicas de desenvolvimento corporal que, além de facilitar o ensino de diversos conteúdos, cria condições para que o aluno desenvolva aspectos de formação humana como a criatividade, a imaginação e a sociabilidade. Dessa forma, sugerimos como proposta de extensão as Intervenções pedagógicas utilizando Jogos/Esportes não-convencionais , uma vez que possui uma proposta inovadora de oportunizar novas experiências (para além dos esportes convencionais como vôlei, basquete, futebol e handebol), para alunos de 6 a 12 em uma escola pública de Lavras MG.
Integrantes: Fabio Pinto Gonçalves dos Reis – Coordenador
Demais integrantes: Ronaldo Aparecido Costa Silva.

2010 – Atual
NOVOS OLHARES PARA O MUSEU DE HISTÓRIA NATURAL DA UFLA: RESGATANDO A SUA FUNÇÃO CIENTÍFICA, PATRIMONIAL E FORMATIVA Descrição: Esta proposta tem como objetivo elaborar um plano museológico e projeto museográfico para o MHN, que permita o aprimoramento do espaço físico do Museu de História Natural. Assim, espera-se fortalecer o MHN como um espaço de educação não formal, resgatando a sua função científica, patrimonial e formativa no âmbito da UFLA. REGISTRO PRP2011/10.
Integrantes: Luciana de Matos Alves Pinto – Coordenadora
Demais integrantes: Marcio Norberto Farias, Angela Maria Soares, Maria Lúcia Bianchi, Walclée de Carvalho Melo, Rita de Cassia Suart e Bruno Andrade Pinto Monteiro.
Financiador(es): Universidade Federal de Lavras e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais.

2009 – Atual
A UNIVERSIDADE E A SOCIEDADE: O PROGRAMA BIC JÚNIOR DESENVOLVENDO ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICAS E CONTRIBUINDO PARA A FORMAÇÃO DO CIDADÃO
Descrição: Como a finalidade de um projeto de extensão está em estreitar as relações entre a Universidade e a Sociedade, criando e desenvolvendo ações que contribuam para a formação educativa dos cidadãos, pretende-se com este projeto, desenvolver práticas sociais que viabilizem as ações de interação entre a comunidade acadêmica e os estudantes do ensino médio da Rede Pública, selecionados pelo Programa BIC Júnior. Em linhas gerais, um dos objetivos deste Programa é fazer com que esses estudantes desenvolvam atividades de pesquisa, científica ou tecnológica, orientados por pesquisadores qualificados. É natural, então, que esses trabalhos gerem resultados os quais precisam ser divulgados. Portanto, os integrantes desse projeto de extensão terão a função de sistematizar formas para organizar, armazenar e divulgar esses resultados a fim de montar um banco de dados que funcione como uma memória do que já foi realizado dentro do Programa BIC Júnior. Acreditando que a grande maioria das atividades científicas desenvolvidas pelos estudantes, bem como seus resultados, pode vir a beneficiar os cidadãos desta comunidade, torna-se necessário consolidá-las frente ao referido público e comprovar que o trabalho desenvolvido no âmbito da Universidade traz benefícios para a formação pessoal e profissional das pessoas envolvidas.
Integrantes: Patrícia Vasconcelos Almeida – Coordenadora
Demais integrantes: Lidia Almeida Salum

2013 – Atual
MOVIMENTO DE INTERCÂMBIO DE ADOLESCENTE DE LAVRAS: POSSIBILIDADES PARA A CONSTRUÇÃO DA PARTICIPAÇÃO SOCIAL Descrição: Este movimento foi criado em 2001 por vários grupos filiados ao MAB – Movimento de Adolescentes do Brasil – incentivando e valorizando participação social. Integrantes: Vanderlei Barbosa – Coordenador.

2013 – Atual
FÓRUM SUL MINEIRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL: MOBILIZANDO E ARTICULANDO MUNICÍPIOS DO SUL DE MG EM PROL DOS DIREITOS DA CRIANÇA
Descrição: O projeto está integrado ao MIEIB – Movimento Interfóruns de Educação Infantil no Brasil-, articulando diversas instituições, órgãos e entidades comprometidas com a educação infantil.
Integrantes: Vanderlei Barbosa – Coordenador
Demais integrantes: Cláudia Maria Ribeiro, Celso Vallin, Carolina Faria Alvarenga, Maria de Fátima Ribeiro, Alessandro Garcia Paulino, Fernanda Barbosa Ferrari, Marina Aparecida Marques Castanheira e Lívia Monique Castro Faria